Profissão

 

 

O curso de Secretariado Executivo oferece um conjunto abrangente de disciplinas para formar um profissional que tenha condições de assessorar gestores empresariais, através de uma visão ampla do negócio da empresa onde atua, e dentro de uma perspectiva inovadora, empreendedora e criativa, a partir da qual avalia os processos de trabalho e propõe soluções e mudanças no sentido de melhorar as rotinas empresariais.

 Para atender a este perfil profissional o colegiado do curso, em seu Projeto Político Pedagógico, em consonância com as Diretrizes Curriculares, acredita que o Secretário Executivo deverá, no desenvolvimento das suas atividades:

  • possuir visão generalista das organizações;
  • aplicar eficazmente as funções gerenciais;
  • obter uma visão geral da cultura organizacional, propondo soluções aos problemas inerentes a sua área de atuação;
  • desenvolver habilidades nas relações interpessoais, respeitando as diferenças das pessoas envolvidas na estrutura organizacional;
  • aplicar as técnicas de secretariado executivo com precisão, buscando sua atualização e funcionalidade;
  • possuir habilidades para lidar com processos inovadores de gestão, sensibilidade de diagnóstico e aplicações nas diversas situações organizacionais;
  • gerenciar eficazmente a transmissão e difusão das informações;
  • analisar os mercados receptivos de novos profissionais, incentivando e trabalhando no aprimoramento da imagem do secretário executivo, junto aos agentes formadores e receptores do profissional;
  • utilizar a comunicação interpessoal e expressão correta nos documentos técnicos específicos e de interpretação da realidade das organizações, com domínio – oral e escrito - das línguas portuguesa, inglesa e espanhola;
  • utilizar raciocínio lógico, crítico e analítico, operando com valores e formulações matemáticas e estabelecendo relações formais e causais entre fenômenos;
  • interagir criativamente face aos diferentes contextos organizacionais e sociais;
  • demonstrar compreensão do conjunto administrativo, de modo integrado, sistêmico e estratégico, bem como de suas relações com o ambiente externo;
  • resolver situações de flexibilidade e adaptabilidade diante de problemas e desafios organizacionais;
  • ordenar atividades e programas, decidir entre alternativas, identificar, avaliar e  dimensionar riscos;
  • selecionar estratégias adequadas de ação visando a atender interesses interpessoais e institucionais.